O conservadorismo crescente

Saiu hoje no Blogueiras Feministas, uma tradução da Paula Penedo de um texto muito bacana de Soraya Chemaly, blogueira do Huffington Post: 10 Razões pelas quais o resto do mundo pensa que os EUA são loucos.

É interessante ver como na América estão forjando diversas medidas que afetam diretamente os direitos humanos das mulheres, especialmente quando elas estão grávidas. É impossível ler projetos de lei que pretendem obrigar mulheres a arriscarem suas vidas ou fazerem transvaginais obrigadas, tudo em prol de um feto, e não lembrar de projetos de lei brasileiros como o estatuto do nascituro e o bolsa-estupro.

Conversando com o Cesar, questionei porque o continente americana tem todo esse fervor religioso, enquanto na Europa parece que a s religiões sempre estão à parte, até mesmo na Itália. Cesar me lembrou que na Europa o escapismo da extrema direita é a xenofobia, enquanto na América é a religião. Em meio a graves crises financeiras o conservadorismo floresce para esses lados. Uma esperança é que as mulheres percebam o quanto seus direitos estão sendo ameaçados e reajam. Obama parece estar à frente da campanha presidencial americana graças as mulheres.