Editorial: Qualquer dia da semana, um coração vazio se enche de amor.

# Qualquer dia da semana é primavera. Há dias em que tudo vai muito bem, muito-bem-bem-bem. E aquele papo sobre o universo, as origens dos bebês, a prisão da Paris Hilton, e mais todas aquelas coisas, parecem em perfeita harmonia. E então eu queria contar das minhas amigas apaixonadas. E toda vez que uma amiga está apaixonada parece que o mundo tem chance de dar certo outra vez. Esquecemos todos os caras que não ligam, esquecemos os malucos por quem nos apaixonamos, esquecemos de fazer mandinga para o time do ex-amor perder. Porque agora tudo conspira para o amor, essa linda invenção que só um secador de alface poderia imaginar em não sentir. E tudo vai dar certo, porque tem que dar certo, porque o que é nosso tá guardado, porque se é para ser vai ser, porque se um porco ama, eu quero um torresmo para mim. Danem-se as sobrancelhas mal feitas, um carro cor de queijo cheddar ou as prestações do grill George Foreman, pois alguém está amando e todos ao redor devem amar também. Mas antes, é preciso achar alguém para amar, e então, num momento de profunda libertação do chakra da consciência lógica, você começa a achar o frentista do posto, aquele que te manda beijinhos, um sujeito muito simpático. E vocês que vinham mantendo uma relação há meses, baseada em “50 reais da aditivada”, podem vislumbrar algo mais, uma possibilidade de felicidade instantânea-pó-royal. E daí que o nome dele é Gelsione Orlando? Tudo será lindo, até o momento em que sua amiga ligar dizendo que a vida não presta e você estiver há 40km de casa, no caminho da festa da abóbora moranga. Ai ai… é por isso que aqueles doces têm forma de coração.

# Mickey islâmico exige a destruição da civilização judaico-cristã-ocidental. Sim, nunca duvide da falta de inteligência humana e nem do poder de grupos terroristas. Não satisfeitos em transformar a Faixa de Gaza numa filial da ponte do rio que cai, o Hamas decidiu que precisa conquistar mais crianças para seu pequeno exército, e isso só será possível com a ajuda do Mickey e de uma Minnie que use véu.

# Agência de empregos Arca de Noé. O grande patriarca bíblico, três letras na horizontal, têm um belíssimo empreendimento de sucesso há milhares de anos. Com referências pelo mundo todo, Noé vem acabando com o desemprego animal de quatro patas. Atualmente, um hamster toma viagra na Argentina para provar que isso pode melhorar o desconforto de viagens internacionais. O sindicato das aeromoças ainda não foi informado de como isso afetará o trabalho delas, mas ao que parece Belchior e seu bigode não estão por trás disso. Já na Rússia, um bode tem conseguido condecorações na polícia local, seu trabalho é expulsar as moscas que mordem e cocegam os cavalos policialescos. Boris Boricovich, o bode, afirma que sempre faz tudo com muito carinho. Na Inglaterra, tubarões servem pratos executivos na hora do almoço. Mas infelizmente, na sociedade desigual em que vivemos nem todos conseguem boas oportunidades e muitos animais ainda têm que praticar atividades escusas para sobreviver.

# Momento avental sujo de ovo. — Mãe, sabe quem morreu? Aquele senhor que trabalhava perto da casa da Vovó, o João Galinha. — Ah minha filha, e quem vai cuidar do negócio dele agora? — Que negócio, Mãe? O Sêo João era aposentado. — Ué, ele não tinha uma granja? Não é ele o Sêo João das Galinhas? — Mãe, o Sêo João era mulherengo! Ele tinha 12 filhos com umas 5 mulheres diferentes. — Ah meu Deus, a sua Vó vivia me dizendo que ele tinha várias galinhas correndo atrás dele, sempre achei que era uma granja. — É Mãe… a Vovó anda mais esperta que você.

# E na margem do rio… O Cabra pode ser valente e chorar.