Melhores gritos de guerra da Marcha das Vadias do Rio de Janeiro

Sábado, aconteceu a Marcha das Vadias do Rio de Janeiro. Diversos coletivos feministas e participantes de Marchas das Vadias de outras cidades foram para a cidade engrossar a multidão, que contou com transmissão ao vivo da Mídia Ninja. Meu texto sobre a #PolêmicaMamilos está aqui, esse é para falar de outro assunto.

A proposta da Marcha das Vadias no Brasil sempre foi ser um movimento libertário, que usa o humor e a fanfarronice para protestar. Por isso, é comum ouvirmos ótimos gritos de guerra que pregam justamente contra o conservadorismo e o fundamentalismo que tem empacado nossas vidas.

Durante a transmissão da Marcha, pincei alguns:

“Não é mole não, sou feminista, maconheira e sapatão!”

“Eu chupo pau, chupo buceta, se for pro inferno eu chupo até o capeta!”

“Eu vou para o inferno, mas vou feliz, porque eu amei a pessoa que eu quis!”

“Ei, Cabral, toma da polícia, porque tomar no cu eu te garanto é uma delícia!”

“Lutar! Lutar! Lutar! Não deixe de lutar, por um orgasmo livre, coletivo e popular.”

“Ô Vaticano, vou te dizer, existe aborto independente de você! E fica aí de blablablá, mas as mulheres tão morrendo ao abortar!”

“Papa levanta o seu vestido, quem sabe aí embaixo está o Amarildo?”

“Mulheres na rua qual é sua missão? Acabar com o machismo e a exploração. Mulheres nas ruas o que é que você faz? Fora Cabral! E Eduardo Paes!

Defendendo o Desbunde! Marcha das Vadias do Rio de Janeiro 2013. Foto de Mídia Ninja no Facebook.

Publicado por

Bia Cardoso

Uma feminista lambateira tropical.