Editorial: Sobre blogs, cartas, Amado Batista e o que me faz feliz.

# Há quase um mês, a Luciana escreveu esse post perguntando: “existe concorrência na blogosfera brasileira?” E o Marmota disse exatamente o que penso sobre o assunto. Mas lá no meio do texto, a Lu discorre sobre um tema comum em blogs: blogar ou não blogar, eis a questão? Por que escrevo em blog? Por que meu blog existe? Quem amo mais, eu ou meu blog? E o Sêo Sílvio grita: “Srta. Bia, você troca seu blog por um secador de alface?”

Escrevo em blogs, mas não abandonei os cadernos. E pensando sobre o assunto percebi que escrevo em blogs porque meus namoros não dão certo. A razão do meu blog existir é a mesma razão que me leva a escolher homens errados. Quando comecei a blogar, lá em setembro de 2004, foi o ano do primeiro grande crash no meu coração leviano. E aquilo demorava a melhorar e eu precisava de coisas novas. Por meio do Notícias conheci algumas pessoas incrivelmente especiais. O Groselha existe porque aconteceu o segundo grande crash. Meus blogs existem porque me apaixono, acredito que ele é o cara da minha vida, e aí não dá certo e mudo de vida. Já me matei algumas vezes, como diz o Caio F: “morrer não dói, morrer é entrar noutra”. Mas é pelas pessoas que vale a pena manter um blog. Há pessoas que já foram meus leitores, não me lêem mais, mas a amizade e o carinho estão ali num e-mail, num recado no orkut, num beijo que chega pelo correio, numa ligação na segunda-feira à noite. E aí, li esse post do Doni. Muitas pessoas que caem no Groselha pelos mecanismos de busca procuram “cartas de amor”, para namorado, para ex-namorado, para namorado chato, para meninos tímidos, para terminar namoro, para namorada ciumenta, para um grande amor. Teve alguém que perguntou ao GodGoogle: “como digo ao meu coração que você não vem”. Então é isso, meu blog é um relicário de cartas de amor. É por isso que escrevo, por uma pausa de mil compassos.

# Pessoas abduzidas podem pedir danos morais. Um advogado alemão decidiu defender apenas casos de pessoas que afirmam terem sido raptadas por extraterrestres e que foram afetadas física e mentalmente nas mãos das estranhas criaturas. Jens Lorek afirma que: “se não consegue proteger as pessoas de raptos de ET, o Estado é socialmente responsável”. Não procuraram Baby do Brasil para dar declarações sobre o assunto. Mas há relatos de estranhas aparições durante o Concurso da Porta mais Feia dos EUA.

# Cansado dessa algazarra com o Pan? Então não perca as Olimpíadas de Química que ocorrerão de 14 a 24 de julho na Lomonosov Moscow State University. É a sua chance de ver Dadaísmo dos Santos tentar fazer cinco elementos da tabela periódica darem um duplo twist hidrocarbonado. Mas se esportes não são as suas funções orgânicas, boas notícias, Amado Batista está de volta às paradas. Ele agora é um rebelde, mas para alegria de todos continua perdido de amor.

# O que me faz feliz? Ouvir Arnaldo Antunes recitando no comercial do Pão de Açúcar. Tenho miniorgasmos quando ouço Arnaldo Antunes recitar qualquer coisa, até lista de supermercado.

O que faz você feliz? A lua, a praia, o mar. Uma rua, passear… Um doce, uma dança, um beijo. Ou goiabada com queijo? Afinal, o que faz você feliz? Chocolate, paixão, dormir cedo, acordar tarde. Arroz com feijão, matar a saudade… O aumento, a casa, o carro que você sempre quis. Ou são os sonhos que te fazem feliz? Dormir na rede, matar a sede, ler… Ou viver um romance? O que faz você feliz? Um lápis, uma letra, uma conversa boa. Um cafuné, café com leite, rir à toa. Um pássaro, um parque, um chafariz. Ou será um choro que te faz feliz? A pausa pra pensar… Sentir o vento, esquecer o tempo. O céu, o sol, um som. A pessoa ou o lugar? Agora me diz: O que faz você feliz?

Related posts

30 thoughts on “Editorial: Sobre blogs, cartas, Amado Batista e o que me faz feliz.

  1. Interessante isso que tu falou sobre a ligação dos blogs com nossas vidas afetivas. Claro, tem gente que exagera, que usa o blog só para reclamar da pessoa com quem está, ou então, para reclamar de não ter a tal pessoa, em vez de usar esse meio apenas como algo para extravasar ou conhecer gente. Faz falta um grande amor, claro que faz, mas é muito menos devassador quando tu se sente seguro sabendo que existem pessoas na tua volta, mesmo que virtualmente. Bom, eu pelo menos aprendi isso, hehehe:-) E sim, ainda existe romanticos por aí, escrevendo e procurando suas respostas nos googles das vida:-)

    Srta. Bia:
    Achava que era só eu que tinha essa mania de criar blog por causa da minha vida afetiva, mas parece que não, há mais pessoas. Mas não dá para ficar reclamando não, eu nem mesmo cito nomes ou características muito específicas dos meus desentendimentos amorosos, nunca xinguei nenhum no blog, não é o lugar, não é honesto. É ótimo saber que existem românticos por aí, mas tenho a impressão que eles deviam procurar em outros lugares sem ser o Google…rs.

  2. Não tinha visto o texto da Luciana Monte, concordo com ela em outro aspecto: quem produz qualquer coisa na Internet tem como concorrente direto o tempo de seu visitante. Afinal, o sujeito que clica, visita, lê (e até comenta) possui 24h para ler blogs, conversar no msn, responder e-mails, apagar scraps e até ler um livro, ver TV, passear, enfim, viver.

    Puxa, eu também carrego um certo dissabor no quesito amoroso (sem querer comparar, longe disso!), mas se eu me preocupasse o tempo todo com isso, talvez eu surtasse a ponto de não conseguir fazer nada na minha vida.

    Srta. Bia:
    Enfim, a concorrência é com toda a vida da pessoa. E para mim no fundo isso não é concorrência, porque afinal ninguém deve deixar de fazer algo que quer para ler blog…rs. Ih André, estou descobrindo que os blogs são um local cheio de dissabores amorosos…rs. Mas please, aqui ninguém se preocupa 100% do tempo com isso, a não ser que esteja muito recente, mas o assunto anda sempre em pauta, coisa de revista feminina.

  3. Já te falei várias vezes que essa história de usar srta. no nick não ia te ajudar em nada. Que você ia gerar um karma de solteirice, tá vendo.

    Srta. Bia:
    Ai ai … o que faço para você arrumar um marido para mim?…rs.

  4. Kkkkkkkkkk
    Ri muito com as “Olimpíadas de Química”!
    Muito bom!

    Beijos

    Srta. Bia:
    Einstein e o seu cachorro carbono 14 devem estar orgulhosos!

  5. O que me faz feliz? Humm… Te conto amanhã, ao pé do ouvido.

    Srta. Bia:
    Ai ai Mar… assim que eu tirar as claras em neve do seu olho.

  6. Lá vem vc com essas questões filosóficas… Pq escrevo um blog? Bom eu não posso responder. Não escrevo mais! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk.
    O que me faz feliz? Bem, Arnaldo Antunes com certeza não…
    E falando em Pan, Mini-me anda animadíssima com a ginástica artística. Agora corre pela casa, rodopiando pelos comodos, com seu paninho ao ar, ou pulando na minha cama. Uma beleza. É a própria Daiane! rs..
    Beijos, Srta.

    Srta. Bia:
    As pessoas costumam dizer que sou meio radical, que sempre racionalizo os sentimentos, não sei bem explicar porquê. E você precisa voltar a escrever, ora. Para provar que poder ser mãe, esposa, estudante, deusa do amor e tudo mais…rs. E olha, você precisa dar uma chance a voz do Arnaldo, mas só quando ele recita. E não coloca a Mini-Me na ginástica artística não, coloca na rítmica, ai ai.. aquelas fitas são tão lindas. Beijocas.

  7. eu escrevo um blog pra mim mesma, e consigo me surpreeder com o que escrevo, seja por ser ruim, ou por precer outra pessoa… na realidade iniciei o atual pra praticar a elaboração de textos… mas acho que não deu muito certo…

    e depois que assisti o filme quem somos nós, não preciso saber “como digo ao meu coração que você não vem”… são só reações químicas no nosso cérebro… parte pra próxima droga…


    “se não consegue proteger as pessoas de raptos de ET, o Estado é socialmente responsável”

    muito booom! tô rindo até agora!!! esse cara é do pânico? pára tudo e chama a NASA!!!!
    bjuuuussss!!!!

    Srta. Bia:
    Também tento fazer do blog um pequeno exercício para a construção de textos, algo como tentar escrever melhor, seja na linguagem, seja na ortografia, mas é claro que nem sempre dá certo. Menina, vi esse filme e confesso, acho que não entendi muito bem… Mas adorei aqueles senhorezinhos físicos com cara de maluco. E sim, a Nasa que se cuide, pois aí vem processo…rs.

  8. Menina, isso aqui é muito bom, hein!? adorei!
    Meu blog nasceu das tardes de tédio no trabalho, mas os acessos aumentaram incrivelmente depois que meu namoro acabou. Acho q as pessoas curtem um bom drama, não sei.
    Beijinhos!

    Srta. Bia:
    Temos que anotar mais essas, as tardes de ócio no trabalho…rs. Se bem que não é todo mundo que tem isso, só privilegiados. E olha só, como diria a Regina Volpato, o povo gosta mesmo é de um caso de família, beijos.

  9. Muito bom, Bia, legal o seu humor e profundidade. A vida é cheia de mortes, algumas nem chegamos a sentir, o importante é ir em frente, se possível rindo.

    Visitá-la me faz feliz, você tem uma leveza complexa. Bjs

    Srta. Bia:
    Cristina, confesso que fiquei pensando sobre o que seria essa “leveza complexa”…rs. Mas o Mar que é meu super amigo também diz que sou uma pessoa muito leve, apesar de não ser magra…rs. Sou uma otimista nata e sempre acho que é possível tratar as tristezas da vida com algum humor, mesmo que seja a morte. Porque não é nem uma questão religiosa, mas a morte é sempre um renascimento, algo morre para que outro possa nascer. E mudar faz muito bem para as pessoas, procurar novos amigos, novos desafios, novos sabores, novas formas de amar. E seus comentários sempre me fazem feliz também, beijos.

  10. Bia, fui vizinho por anos do irmão do Amado B., de modo que sou hoje especialista em trash.

    Grande beijo.

    Srta. Bia:
    Ju! Que bacana!!!! Imagina, o Amado foi visitá-lo alguma vez? Ah eu ia ter um treco.

  11. reli teu post hj… muito bom esse clipe do gram né?
    putz! o mais emocionante é quando ele descobre que ela só tem mais uma vida!
    bjus!

    Srta. Bia:
    Pois é menina, faço posts grandes para as pessoas voltarem mais vezes, lerem um pouquinho hoje, outro tantinho daqui a dois dias, por isso demoro mais ou menos uma semana para postar. E sim, esse clipe do Gram é daqueles preferidos, nem acho a música lá muito boa, mas o gatinho é imbatível. E aquele pato marombado, jesus!

  12. Sabe que o diadefolga também começou após uma desilusão amorosa? Não sabia mais o que fazer de mim, então resolvi escrever. Mas esse foi o pontapé inicial – aos poucos, tirei minha vida do blog, embora o blog tenha entrado na minha vida. Hoje, quando falo de mim, uso as entrelinhas. Ou o desconexidades.

    Mas o diadefolga segue como meu relacionamento mais fiel, constante e duradouro. :)

    Srta. Bia:
    Tô dizendo, blogs começam por conta de desencontros amorosos, assim como as dívidas no cartão. E com certeza, uma coisa que vejo pouquíssimo no Dia de Folga é sua vida, tirando suas receitas prediletas. Gostei que você tenha criado o Desconexidades, tem um jeitinho de cantinho mesmo, como se lêssemos cartinhas que você joga por debaixo da porta. E ai ai… vamos começar a comparar um blog a um namorado perfeito…rs. Melhor nem começar, beijos querida.

  13. Eu amo os blogues. Mas não consigo ser fiel a eles. Mudo de blog como quem troca a marca do shampoo. E crio blogs de acordo com a ociosidade. Tenho vergonha de falar quantos eu tenho. Outro dia digitando meu nome no google (vai me dizer que nunca fez isso!) eu descobri dois blogs que eu posso jurar que não criei, mas a descrição não deixava dúvidas. Além do mais, digitei a senha padrão e pimba: era meu mesmo.

    Quanto às pessoas abduzidas, meu deus… Pago para quem levar o amado batista!!

    Inté.

    Srta. Bia:
    ai ai… estou te devendo o negócio do RSS, não é Sêo Julio? É a correria querido, é a correria, me dá mais um tempinho. Ou então vai lá em aparência, em widgets e procura a caixinha. E é claro que já coloquei meu nome na boca do Google, o meu, o dos pretendentes…rs. E que maldade essa com o Amado, tem gente que merece ser abduzida bem mais que ele. E cuidado, Sêo Julio, para não sofrer processo de pensão com esse monte de blog por aí ;-)

  14. Não é que o PAN já tá meio cansativo?! E com essa tragédia aérea nem tem mais clima nesse país pra curtir esporte, gente! O Amado Batista tá com a bola toda hein! hehehe Menina esse é o post das perguntas difíceis: “por que escrevo um blog?” e “o que me faz feliz?”. Pior que também comecei a escrever por confusões sentimentais. É preciso escrever pra reordenar nosso caos interno, sarar as dores ou tirar alguma beleza delas. A escrita é um fortificante daqueles! E, graças aos blogs, ainda ganhamos ouvintes, conselheiros e pessoas que nos fazem pensar e rir, como você, e nos dão momentos deliciosamente felizes.

    Srta. Bia:
    Vou pular a parte do PAN e da tragédia, não quero mais falar disso. Interessante que pelos comentários muita gente começou a escrever em blog por conta de problemas amorosos, o Amado Batista tem que saber disso. Mas concordo plenamente, escrever sempre faz bem para organizar o caos interno, seja em blog ou não, mas o blog ainda proporciona o encontro, a comunicação, risadas e reflexões. É isso que gosto nessa tal de Internet. beijos, querida.

  15. Oi Bia =)
    Puxa, acho que esse foi o post menos criptografado seu que eu li até hoje. =)
    O que me faz feliz?
    Um punhado das coisas que vc citou e mais muitas outras coisas, e na maioria das vezes nem sei.
    Bye, bye.

    Srta. Bia:
    Darwin, você me trouxe leitores, viu? Que legal. E eu gosto de saber o que me faz feliz, fica mais fácil achar as coisas quando preciso. beijos.

  16. Para ser sincero, li apenas o comeco do texto, mas considero, de fato o é, que blog só é importante enquanto se posta e acompanha com frequencia, porque sumi do meu blog e oque consegui foi ver e viver mais o lado B da vida… (além do lado C, D, E, F, G, H,,)uhahuaha,,,

    não sei porque sai do blog do darwin para vir para esse, mas blogs são legais, e a vida tb.

    se sua vida tem um sentido e razão, o blog tb terá, mas somente consiguirá o máximo de tudo quando tudo perder o sentido e para fútil e desnecessário. Quando desistir, esquecer essa história de ser perfeito e querem que todos comentem no seu blog.

    obrigado pelo espaço sedido.
    Renato. a revolução não acaba enquanto vive-la.

    Srta. Bia:
    Não sei dizer exatamente até que ponto meu blog é importante na minha vida, mas com certeza nunca deixei de viver os vários lados da vida só por ter blog. E o blog do Darwin é legal, assim como o meu, eu o Darwin somos bem legais.

  17. Srta.? Quando voltarás destas férias sem fim? O seu amado número 37 a espera.

    Srta. Bia
    Meu amado número 37, continue aguardando na fila, meu amor é infinito. beijos.

  18. Hmmm! Adoro o seu novo blog. Sabe que existem mais coisas que me deixam feliz que o contrário. Meus amigos me fazem feliz. Meu blog e meu intelecto também. Até ficar sozinho e ouvir indie rock me faz feliz demais. Abração pra ti!

    Srta Bia:
    Olha que o blog já está dando seus primeiros passinhos…rs. E que coisa mais orgulho de homo sapiens elogiar seu intelecto ;-)

  19. aaaahhhh!!!
    quero novo post!!!!
    hihihihhihi…
    bjuuussss!!!!

    Srta. Bia:
    Ih queridoca, vai demorar mais um pouquinho, mas alguma hora eu volto, beijos.

  20. É… também nunca abandonei os cadernos…
    Não me lembro exatamente porque foi que comecei o blog, não foi exatamente uma desilusão amorosa porque na época sei que estava muito bem com este aspecto da minha vida, mas não nego que ele foi muuuuuito utilizado para este fim tempo depois… mas acredito que sempre haja um fundo pessoal para esta motivação.

    Agora… o que me faz feliz? Taaanta coisa, e justamente as coisas mais simples da vida. Sempre.
    ;)

    Srta. Bia:
    Os cadernos são muito gostosos, deve ser a questão concreta por trás desse fascínio. Pois é menina, quase todo mundo acaba usando o blog como um confessionário de emoções pelo menos alguma vez. Ainda bem que existem também várias coisas que nos fazem feliz.

  21. motivos e motivos. nós sempre precisamos deles.

    preciso atualizar o seu link.

    bjos, Srta. Groselha! ;)

    Srta. Bia:
    Ainda não atualizou? Como assim?…rs. E gostei desse apelido “Srta. Groselha”.

  22. AMADO BATISTA, MINHA MAE E SUA FA E ELA COMPRA QUASE TODOS OS SEUS CDS + NAO ACHA AQUELES ANTIGOS OBRIGADO PELA ATENÇAO

    Srta. Bia responde:
    Bom, tudo o que tenho do Amadão são mp3. Mas se sua mãe quer tanto posso gravar um cd e mandar para ela.

  23. AMADO BATISTA EU TEAMO ,AMADO BATISTA EU TEAMO ,AMADO BATISTA EU TE AMO ,AMADO BATISTA EU TEAMO
    A EU TO MALUCA POR VOCÊ , A EU TO MALUCA POR VOCÊ, A EU TE AMO, A EU TE AMO,

    Srta. Bia responde:
    Ok!

  24. AMADO BATISTA, EU SOU SUA FÃ, EU GOSTO MUITO DE SUAS MÚSICAS, QUERIA MUITO TE CONHECER SE EU FOSSE RICA EU IRIA EM SUA CASA SÓ PARA TE VER………………………………….. BEIJOS !!!!!!!!!!!!!!!!! ESPERO POR VC QUALQUER OPORTUNIDADE DE VC VIM EM PIABETE, MAGÉ(BRASIL, RIO DE JANEIRO) EU IREI SE VC QUISER FALAR COMIGO LIGUE PARA:26595726 OU 26596319

  25. amado eu a idadi. di 6 anos fui violentada a te os 10 amado eu provei a suisidio 4 vezis mais. primeiro amenti deus e segundo vose e xuxa e roberto carlos e u renato aragaò
    voseis midero avida amado hoji eu tenho 35 anos e tenho treis maravilhozos filhos e moro na italia a 17 anos mais estou senpri con vose e suas muzicas eu nau poso viver seni elas uporke eu sobrevivii con elas umeo grandi sonho namia vida e ti conheser pelo amor di deus respondi a esa sms midais mais un poco di vida eu vou para u brasil en otubro e vouto en setebro por deus mi respodi eu ti inploro mi perdoi o meu portughes,,, io so scrivere bene in italiano amado tu sei una legienda per tuti noi brasiliani io ti adoro vita mia io tiamo da senpre dopo il nostro dio sci siete voi viamo tanto ti prego mi rispondi per favore ti a brascio forti dulcilene,,,,,,,filha naturau di belo jardim pernabucobeijos fim

  26. cara amado , mi per doni ma io non so scrivere in portugeze pero ti dico io sono stata violentata a leta di 6 ani e fino a ,10, ani o avuto una vita molto divicile. io o provato a suiscitarmi 4 volta pero ancora sono qui , amado io sono cresciuta con te e letue muzica il mio grandi sognio e conore te amado tu sei una legienda per tuti noi brasiliani , che dio ti dia tanti ani di vita
    sei un mito ti prego mi rispodi per favore
    mi faresti vivere ancora un po di piu tiamo tanto da senpre io , o a vuto 12 frateli e una mamma , pero missono senpre sentita sola nela mia vita il per che, io non ero a cetata, dala soscieta , il per che il marito di mia madre ,a mia a veva violentata,io no losso cosa zia li fanzia, no lio a vuta . ammado io volevo scrivere un libro de la mia vita e tu fai parti pero di coze bela, ti prego mi rispondi ok bacione ti voglio benenn,,,,,,,,,,,,Dulcilene

  27. quero le desejar um feliz aniversario .e dizer q hoje vc esta fasendo 59 anos q deus te ilumine muitos anos e q posso repetir esta data p + 59 anos pois vc merece queria esta ai pertinho de vc p poder parti este bolo +eu estou comemorando esta data aqui em minha casa ouvindo estas suas musicas q tanto amo FELIZ ANIVERSARIO TE AMO BEIJOS DE UMA fa sua de um lugasinho do rio grande do norte CARAUBAS